No mercado financeiro, são usados diversos termos que nem sempre são muito conhecidos, como é o caso do Follow on.

Você sabe o que o termo significa e como ele funciona no mercado financeiro? Se a resposta foi não, fique ligado que iremos explicar tudo aqui neste artigo!

Neste artigo, você vai aprender um pouco mais sobre:

  • O que é Follow on?
  • Diferença entre Follow on e IPO.
  • Quando ocorre?
  • Tipos de Follow on.
  • Exemplos.

Boa leitura!

O que é Follow on?

Também chamado de oferta subsequente de ações, é um processo que ocorre quando uma empresa de capital aberto resolve ofertar mais ações no mercado.

De forma mais clara, quando uma empresa realiza um follow on, ela já fez um IPO e quer retornar com mais ações ao mercado. 

Mas afinal, qual a diferença entre Follow on e IPO?

Para entender melhor o que é um Follow on é necessário entender sobre IPO.

IPO é a sigla para “Initial Public Offering”, em português, significa “Oferta Pública Inicial”. Também conhecido como a abertura de capital. Trata-se de quando uma empresa decide abrir capital e distribuir suas ações na Bolsa de Valores pela primeira vez.

Ou seja, quando uma empresa que já possui um IPO quer disponibilizar uma nova leva de ações para vender na bolsa, ela realiza o follow on.

Quando ocorre?

O principal motivo para uma empresa realizar essa operação é para captar novos recursos, sendo também uma boa solução para empresa arrecadar capital para maximizar operações, fortalecer o caixa e pagar dívidas.

Além disso, ao realizar essa operação, acontece um aumento de liquidez, afinal, terão mais ações circulando no mercado do que antes. Isso é algo positivo, tanto para a empresa quanto para os acionistas, já que provavelmente conseguirão negociar os papéis com mais facilidade.

Tipos de Follow on

Essa operação pode ser feita de duas formas: oferta primária e oferta secundária. 

Quando a oferta é primária, a própria empresa é a vendedora das ações, elevando o capital social e os lucros vão para o caixa da companhia.

Já a oferta secundária ocorre quando um ou vários acionistas, colocam seus papéis à venda. Nesse caso, o dinheiro vai para os próprios acionistas e o capital social da companhia não sofre alterações. 

Exemplos

Sinqia (SQIA3)

Em Setembro, a empresa de tecnologia levantou R$ 400 milhões em follow on. O valor será utilizado na ampliação de sua participação no mercado de softwares.

Locaweb (LWSA3)

A empresa de hospedagem de sites realizou em fevereiro a oferta de ações. Foram levantados R$ 2,4 bilhões que serão destinados inteiramente a novas fusões e aquisições.

BTG Pactual (BPAC11)

O banco levantou R$ 2,57 bilhões em follow on em janeiro. O dinheiro é destinado para iniciativas estratégicas e crescimento em negócios de varejo digital.


Gostou deste post? Então fique por dentro dos próximos conteúdos que iremos postar aqui! 

Quer saber mais sobre renda variável, quais empresas investir e qual a melhor forma de fazer seus investimentos render? Conte com o Multibot! Somos uma plataforma focada em investimentos no mercado de ações, com a missão de auxiliar você em sua tomada de decisões.

Acesse nosso site www.multibot.com.br, e tenha acesso as melhores dicas e informações sobre o mercado financeiro para te ajudar a investir da melhor forma! 😉

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like