ESG: o que é e qual sua importância?

ESG- como investir em empresas sustentáveis?

A sigla ESG vem ganhando bastante destaque atualmente, mesmo não sendo uma prática recente.

Apesar disso, você sabe qual a importância dessa prática em seus investimentos? Descubra neste post!

O que é ESG?

A sigla ESG vem do inglês “environmental, social and governance” (ambiental, social e governança, em português). A mesma é usada para se referir às melhores práticas ambientais, sociais e de governança de uma empresa, ou seja, visa práticas mais sustentáveis.

O termo ESG surgiu de uma iniciativa liderada pela Organização das Nações Unidas, em um relatório de 2005 intitulado “Who Cares Wins” (Ganha quem se importa).

Na época, 20 instituições financeiras de 9 países diferentes – incluindo do Brasil – se reuniram para desenvolver diretrizes e recomendações sobre como incluir questões ambientais, sociais e de governança na gestão de ativos, serviços de corretagem de títulos e pesquisas relacionadas ao tema.

A conclusão do relatório foi que a incorporação desses fatores no mercado financeiro gerava mercados mais sustentáveis e melhores resultados para a sociedade.

Vale ressaltar que esse tipo de estratégia não se abstrai do lucro. Pelo contrário, o lucro ainda é o objetivo, porém muda-se a forma de realizá-lo, optando por maior responsabilidade no uso de recursos naturais e preservação do meio ambiente, práticas sociais e outros fatores.

Qual a importância das práticas ESGs para os investimentos?

Apesar de não ser uma estratégia nova, o ESG vem ganhando destaque apenas agora entre os investidores.

Isso se dá pelo fato que antes os investidores se preocupavam apenas com os desempenhos financeiros das empresas, porém, hoje o padrão ESG vem se tornando uma referência para escolher onde investir, também chamados de investimentos socialmente responsáveis.

Atualmente, tanto as pessoas quanto as empresas estão mais preocupadas com o meio ambiente, por isso, a prática ESG vem crescendo e se popularizando muito entre os investidores.

Por conta disso, o ESG vem sendo usado pelos investimentos como critérios de sustentabilidade. Em vez de analisar apenas índices financeiros, os investidores também observam fatores ambientais, sociais e de governança de uma companhia

Essa mudança vem da necessidade de contribuir com um mundo melhor e mais sustentável, diminuindo o esgotamento dos recursos naturais do planeta, além de priorizar empresas que estão mais preparadas para enfrentar os desafios futuros e buscar solidez no longo prazo.

Como ser um investidor socialmente responsável?

E aqui vão 3 dicas para você que quer fazer adotar esse conceito em seus investimentos :

  • Primeiro, pesquise sobre a empresa, verifique quais ações a organização vem realizando em prol do meio ambiente. Alguns exemplos para se analisar são: se a empresa utiliza de energias renováveis,  se promove o bem-estar de clientes, colaboradores, parceiros e comunidade local, entre diversos outros pontos.
  • Segunda dica, use o índice de sustentabilidade da B3. Em 2005 a B3 adotou o índice de sustentabilidade empresarial, a qual analisa as empresas listadas na bolsa sob o critério de sustentabilidade corporativa. 
  • Terceira e última dica, prefira empresas com certificações e selos que comprovem as práticas responsáveis. Para ter acesso a essas informações, basta ir nos sites das organizações.

Gostou do post? Então fique por dentro dos próximos conteúdos que iremos postar aqui!

Quer saber mais sobre renda variável, quais empresas investir e qual a melhor forma de fazer seus investimentos render? Conte com o Rendi! Somos uma plataforma focada em investimentos, com a missão de fazer seu dinheiro render!

Acesse nosso site https://rendi.app.br, e tenha acesso as melhores dicas e informações sobre o mercado financeiro para te ajudar a investir da melhor forma!

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like