Liberdade financeira! Você já deve ter ouvido falar bastante desse termo – inclusive no mercado financeiro – e provavelmente você está em busca dessa liberdade, e isso não é algo ruim, pelo contrário.

Porém, vale ressaltar que essa busca frenética pode causar diversos problemas à sua saúde mental. Por isso, é fundamental saber equilibrar a saúde mental com a financeira.

Neste artigo, você verá sobre:

  • O que é saúde mental?
  • O que é saúde financeira?
  • Como os dois andam juntos?
  • A importância da saúde mental para os seus investimentos.
  • Como manter uma boa saúde mental e financeira?

Boa leitura!

O que é saúde mental?

De acordo com o dicionário, o termo é “utilizado para descrever a qualidade cognitiva e emocional de um indivíduo ou, ainda, para indicar a inexistência de alguma doença mental”.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Saúde mental está relacionada à forma como uma pessoa reage às exigências da vida e ao modo como equilibra seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções, sejam elas boas ou ruins. Está muito ligado ao estar bem consigo mesmo e com os outros.

Apesar de parecer simples, manter uma boa saúde mental não é algo muito fácil, afinal são muitos problemas, como, estresse, ansiedade, brigas, falta de dinheiro, entre outros fatores que podem dificultar manter uma boa saúde mental.

O que é saúde financeira?

A saúde financeira está ligada a ter uma boa relação com o dinheiro, ou seja, trata-se de organizar o orçamento e gastar apenas o que está dentro das suas possibilidades. Ou seja, o objetivo da saúde financeira é incluir hábitos saudáveis ao planejamento das finanças, de forma a permitir a realização de sonhos e objetivos.

Vale ressaltar que isso não tem tanta relação com a quantidade de dinheiro que você tem, mas sim, com a forma como você lida com ele.

Manter uma boa saúde financeira abre espaço para uma série de benefícios. Como por exemplo, oportunidades de investimento, tranquilidade das contas pagas, uma reserva de urgência e a sua saúde mental em dia. Por isso, ela está diretamente relacionado a qualidade de vida e ao viver melhor.

Homem com terno olhando tela de computador com gráficos. Filtro roxo na imagem.

Como a saúde mental e financeira andam juntas?

Ao ler sobre cada um dos termos, você já deve ter notado que mesmo estudando os dois de forma isolada, eles permanecem ligados. Isso porque, sua saúde financeira afeta sua saúde mental, como vice-versa.

Os problemas relacionados à saúde mental podem modelar a forma como a mente funciona, trazendo alterações comportamentais e emocionais, aumentando assim, a impulsividade, trazendo consequências negativas em todas as áreas da vida. Da mesma forma, os problemas financeiros afetam negativamente a saúde como um todo, tendo ainda mais impacto na saúde mental das pessoas.

O dois funcionam como um ciclo: pessoas muito estressadas por longos períodos, sentem maiores dificuldades em administrar suas finanças, já que as preocupações são intensificados e prejudicam a tomada de decisão, e por outro lado, os problemas financeiros faz com que piore a saúde mental.

Mas afinal, como manter uma boa saúde mental e financeira?

Não há formulas prontas para essas situações, já que cada individuo é único, mas aqui vão algumas dicas que ajudam a manter uma boa saúde mental e financeira:

  1. Um primeiro passo é identificar o que veio primeiro: o problema financeiro ou o desequilíbrio da saúde mental.
  2. O segundo passo é buscar ajuda para a origem do problema, sem culpa ou preconceito.
  3. Se o problema for financeiro, busque aprender mais sobre educação financeira. Ela vai te proporcionar o conhecimento e a confiança necessários para tomar decisões mais equilibradas. Já se a origem for outra, converse com alguém de confiança e busque um especialista para lhe ajudar.

Além desses pontos que mencionamos, outros fatores que colaboram para uma boa saúde financeira e mental, são:

  1. Fazer atividades e exercícios físicos;
  2. Manter uma boa alimentação;
  3. Buscar mais conhecimento sobre organização de finanças;
  4. Controlar o estresse;
  5. Controlar o impulso e a ansiedade.

Fora esses pontos, conhecer sobre os vícios mentais e como eles afetam seus investimentos, é muito importante para manter uma boa saúde financeira e mental.


Gostou do post? Então fique por dentro dos próximos conteúdos que iremos postar aqui!

Quer saber mais sobre renda variável, quais empresas investir e qual a melhor forma de fazer seus investimentos render? Conte com o Multibot! Somos uma plataforma focada em investimentos no mercado de ações, com a missão de auxiliar você em sua tomada de decisões.

Acesse nosso site www.multibot.com.br, e tenha acesso as melhores dicas e informações sobre o mercado financeiro para te ajudar a investir da melhor forma! 😉

0 Shares:
1 comment
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like