Se você está buscando diversificar seus investimentos no mercado estrangeiro, provavelmente já deve ter ouvido falar de BDRs e ADRs. Os dois são um dos principais métodos de investimento nas Bolsas de Valores no exterior.

E se você ainda não conhece a diferença das duas, mas tem interesse em investir no exterior, vamos explicar certinho sobre cada uma delas aqui neste post 😉 

O que são BDRs?

BRD é uma sigla para Brazilian Depositary Receipt (Recibos Depositários Brasileiros). Ele serve como certificados de depósito para títulos internacionais.

De outra forma, os BDRs são uma forma simples de brasileiros investirem em companhias negociadas em bolsas internacionais, sem a necessidade de abrir uma conta em uma corretora estrangeira e nem de enfrentar a complexidade dos investimentos internacionais. 

Ao investir em BDRs, você não compra ações diretamente, mas sim títulos que representam esses papéis. Dessa maneira, você não se torna um sócio da empresa, mas tem direito aos dividendos.

O que são ADRs?

Já o ADR é a sigla para American Depositary Receipt (Recibo de Depósitos Americano) e funciona de forma semelhante ao BDR, porém nos Estados Unidos. 

O ADR é um título americano lastreado em ações de empresas estrangeiras. De outra forma, ADRs são certificados negociados internamente na bolsa de valores americana, representando uma ou mais ações de uma empresa fora dos Estados Unidos.

Quais as diferenças dos dois?

A grande diferença entre BDRs e ADRs é o mercado em que eles atuam. Os ADRs atuam no mercado dos Estados Unidos, enquanto as BDRs no mercado brasileiro. Ou seja, eles funcionam de forma semelhante, mas são voltados para países diferentes. 

Dessa forma, os investidores americanos podem investir em empresas brasileiras por meio de ADR e os investidores brasileiros podem investir em empresas americanas por meio de BDR.

Algumas BDRs negociadas na bolsa brasileira são: Microsoft, Apple, Coca-Cola, McDonald’s, Nike, entre outras. Já nas ADRs, algumas empresas brasileiras são: Ambev, Petrobras, Gerdau, Vale, entre outras. 

Quais são as vantagens de investir em BDRs e ADRs?

O principal ponto positivo de realizar investimentos por meio de BDRs ou ADRs é ter acesso a ativos estrangeiros, mesmo sem comprá-los diretamente.

Outra vantagem é não precisar realizar operações de câmbio, já que não é necessário converter a sua moeda.

Além disso, são uma excelente maneira para diversificar sua carteira de investimentos, garantindo uma performance mais equilibrada ao combinar ativos nacionais e internacionais. 

Desvantagens

Uma das desvantagens é que o número de opções de investimento em empresas estrangeiras é limitado, isso porque nem todas as empresas sentem necessidade de se cadastrar por meio de ADR ou BDR, limitando assim a escolha do investimento.

Outro ponto é que, por não ser um investimento direto, o investidor não tem a posse das ações, dessa forma, o investidor pode ter alguns ganhos limitados.

Ficou interessado em saber mais sobre BDRs? Então acesse nosso podcast sobre BDRs: o que são e como investir 😉

Imagem na cor roxa, chamando para ouvir um odcast sobre BDRs.

Gostou deste post? Então fique ligado nos próximos conteúdos que iremos postar aqui! 

Quer saber mais sobre renda variável, quais empresas investir e qual a melhor forma de fazer seus investimentos render? Conte com a Multibot! Somos uma plataforma focada em investimentos no mercado de ações, com a missão de auxiliar você em sua tomada de decisões. 

Acesse nosso site www.multibot.com.br , e tenha acesso as melhores dicas e informações sobre o mercado financeiro para te ajudar a investir da melhor forma! 😉

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like